Menu

Política brasileira

Os meandros da política brasileira, em todas as suas esferas e níveis de poder, é acompanhada de perto por centenas, quiçá milhares de jornalistas, que se relacionam com fontes e estão ali para cobrar, investigar, denunciar abusos de todo tipo. O jornalismo político, num país em que, para a maioria dos cidadãos, prática política é sinônimo de corrupção, tem imensa importância, aumentada nesta era de fake news.

Voltar para temas ou acessar: Internacional, Economia e negócios, Sociedade e comportamento, Clima e meio ambiente, Saúde e bem-estar, Tecnologia e inovação, Artes e cultura, Esportes, Turismo e viagem, Política brasileira, Mídia e imprensa. Leia textos autorais

Se procura algum outro tema específico, entre em contato.

Imagem: Thandy Yung/Unsplash

Read

Sem Bolsonaro, Doria reinaugura Museu da Língua Portuguesa, fechado após incêndio

Em uma cerimônia cheia de chefes de estado e diplomatas dos países da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), o museu que celebra o idioma e que ficou fechado desde 2015, depois que um incêndio destruiu suas instalações, foi hoje reaberto na capital. A grande ausência foi a do governo Bolsonaro, que não enviou nenhum representante. Os ex-presidentes FHC e Michel Temer estiveram presentes. Segundo o governador João Doria, Bolsonaro foi convidado, mas "preferiu passear de moto em Presidente Prudente"

Read

Joice diz não ter procurado a PF por 'temer interferência' de Bolsonaro

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) escreveu hoje nas redes sociais que não procurou a Polícia Federal no caso de ferimentos que teve no rosto e no corpo por temer interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). "Evitei a PF por motivos óbvios: o presidente da República, Jair Bolsonaro, interferiu diretamente na PF para proteger corruptos, entre eles seu filho. O que não seria capaz de fazer para atacar um desafeto?", questionou.

Read

Queiroz reclama de abandono de ex-aliados em foto: "águas de salsicha"

Colaboração para o UOL, em São Paulo Fabricio Queiroz, ex-assessor de gabinete do agora senador Flávio Bolsonaro (Patriotas-RJ), publicou hoje em um perfil nas redes sociais uma foto em que aparecem, com ele, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o assessor presidencial Max de Moura, o deputado Hélio Negão (PSL-RJ) e Fernando Nascimento Pessoa, assessor de Flávio. Na legenda, escreveu "É! Faz tempo que eu não existo pra esses três papagaios".

Read

Ato contra Bolsonaro e pró-vacina fecha Paulista e acaba em confusão em SP

Do UOL, em São Paulo, e colaboração para o UOL, em São Paulo Manifestantes fecharam a avenida Paulista, em São Paulo, na tarde de hoje para protestar contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a favor da vacina contra covid-19. Com menor adesão que a última manifestação contra o governo, há três semanas, o ato deste sábado na capital paulista foi marcado por forte presença de partidos de esquerda, centrais sindicais e movimentos sociais.

Read

Tive de me arrastar para ligar para meu marido, diz Joice após ferimentos

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que precisou se arrastar para alcançar o celular e ligar para o marido, o neurocirurgião Daniel França, após acordar cheia de ferimentos em seu apartamento funcional, em Brasília. Em entrevista ao UOL News na noite de hoje, ela contou como acordou em uma poça de sangue, com um galo na cabeça, dois dentes quebrados e cheia de fraturas e hematomas.

Read

Um dos três prevaricou, diz Luis Miranda sobre Bolsonaro, Pazuello e Elcio

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) disse hoje "ter certeza" de que houve prevaricação no caso do processo irregular de compra da vacina indiana Covaxin pelo Ministério da Saúde. "Que houve [prevaricação] de alguém, a gente não tem dúvidas", disse o parlamentar, pivô do escândalo envolvendo o governo federal sobre o imunizante. Na opinião dele, "um dos três prevaricou, com certeza", em referência ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido); ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello; e ao ex-secretário executivo da pasta, coronel Elcio Franco.

Read

Queiroga mentiu à CPI ao falar de estudos sobre cloroquina, diz senador

O senador Humberto Costa (PT-PE) disse hoje na CPI da Covid que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, mentiu à comissão ao afirmar que teria solicitado à Conitec uma posição sobre a utilização de medicamentos sem eficácia comprovada contra a covid-19. A Conitec assessora a pasta no processo de incorporação e exclusão de medicamentos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ricardo Borges - 7.ajn.2019/Folhapress
Read

Freixo: 'Eleição brasileira de 2022 é a mais importante de nossa história'

O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ) declarou hoje que as eleições de 2022 irão definir se o Brasil continuará com a Constituição de 1988. Na visão do parlamentar, esse será o pleito mais importante da história do país. "Em 2022, teremos a eleição mais importante de nossa história, que será o plebiscito da Constituição de 1988. Como um país acaba com sua democracia? Rasgando a Constituição. É o que o Bolsonaro faz todos os dias. Ele é um serial-killer da Constituição", disse.

Read

Ex-chefe do PNI relata falta de vacina, pede campanha e critica politização

A ex-coordenadora do PNI Francieli Fontana Fantinato afirmou hoje, em depoimento à CPI da Covid, que o processo de vacinação contra a covid-19 no país teve dois problemas principais: número insuficiente de doses e falta de comunicação publicitária efetiva e uniforme. "Faltou para o PNI, sob a minha coordenação, quantitativo suficiente para a execução rápida de uma campanha, e campanhas publicitárias para a segurança dos gestores, profissionais de saúde e população brasileira", disse.

Load More Articles
Close

Subscribe to get sent a digest of new articles by Gabriel Toueg · JOURNO

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.